Periostite tibial ou Canelite

Dores na parte inferior das pernas, tipicamente causada por corrida ou caminhada

Periostite tibial ou Canelite

A periostite tibial (ou canelite) refere-se a dores na parte inferior das pernas que pode derivar de várias causas, mas que é tipicamente causada por atividades de corrida ou caminhada vigorosa.

A dor pode surgir na parte anterior ou posterior da perna abaixo do joelho. A aplicação de gelo, a administração de analgésicos e a prática de exercícios de alongamento podem ajudar.

A aplicação de forças de impacto repetitivas nas pernas durante atividades de corrida ou caminhada vigorosa pode sobrecarregar os músculos e tendões das pernas e causar dores na tíbia. A rotação excessiva do pé para fora na perna (supinação) pode também causar ou agravar a periostite tibial.

Periostite tibial ou CaneliteA dor pode surgir a parte externa anterior da perna ou na parte interna posterior da mesma. A dor causada por uma periostite tibial surge tipicamente no início da atividade, mas diminui posteriormente à medida que a atividade continua. A princípio, a dor só se manifesta imediatamente após o calcanhar tocar no chão, ao correr ou caminhar. Quando a pessoa continua a correr, a dor surge a cada passo, acabando por se tornar constante. A dor geralmente desaparece com repouso.

Logo aos primeiros sinais deve ser acautelada a situação. Muitas vezes os médicos conseguem diagnosticar o problema com base na avaliação médica através  consulta de Medicina Física e de Reabilitação ou Medicina Desportiva com um Médico  Ortopedista ou Fisiatra da nossa equipa.

Tratamento de periostite tibial

  • Fazer repouso
  • Reabilitação. Os exercícios são iniciados logo de forma progressiva até a total recuperação do paciente ao longo das sessões de Fisioterapia.

A corrida deve ser interrompida até não causar qualquer dor. A aplicação de gelo e a utilização de medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) podem aliviar a dor. O condicionamento pode ser mantido por meio de exercícios alternativos, tais como natação.

Assim que a dor da tíbia começar a desaparecer, deve ser praticados exercícios para alongar e fortalecer os músculos das pernas, como um exercício em que se sustenta um balde pela alça no pé. Estes exercícios são importantes para evitar a recorrência. Utilizar calçado de apoio com contrafortes de calcanhar rígidos e apoios para o arco do pé e evitar corrida constante em superfícies inclinadas ou duras pode ajudar a prevenir a recorrência de periostite tibial.

Para finalizar a Fisioterapia, devem ser realizados exercícios que simulem o gesto técnico lesional de forma a aproximar o mais possível à atividade do paciente, antes de lhe ser dada alta médica.

Se precisa de tratamento para a Periostite tibial ou Canelite, entre em contacto com as nossas Clínicas de Fisioterapia em Lisboa.

Patologias

A Lesão Desportiva Tendinite Entorse do Tornozelo Lesões Musculares dos Isquiotibiais Rotura do Tendão de Aquiles Síndrome do Túnel do Tarso Cotovelo do Golfista ou Epitrocleíte Entorse no joelho Lombalgia ou Dor Lombar Lesões da coifa dos rotadores
Periostite tibial ou Canelite
Fascite plantar Artrite e Reumatismo Tendinopatia do Tendão de Aquiles Trocanterite ou Bursite trocantérica ou Síndrome doloroso do grande trocânter Tenossinovite de Quervain Escoliose Torcicolo Epicondilite
Acordos
Fale Connosco

Telefone 214 010 733 *
info@comcorpus.pt
* – Custo de chamada para a rede fixa nacional

PT
PT

A visita ao nosso site implica a concordância com os nossos Termos Legais, incluindo o uso de «cookies».

Ok